segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Mafia - Distruzione e Vendetta Capítulo 2

Palermo - Sicília, Velho Armazem



/ Bruno estava com a garota ao lado, ela era linda loira com os olhos maisbonitos e hipnotizantes já vistos, Bruno rapidamente à pega e leva ao armazémonde uns amigos de Bruno se reuniam e conversavam, Naquela época era proibidotrazer quaisquer mulher no local, mais Bruno havia desbancado o dono do localconvencendo ele com sua nove mm as coisas ficaram tão mais fáceis depois quedecidiu seguir essa vida, só que tudo que é bom acaba rápido com a morte de suamãe estava extremamente abalado, então levará a garota a um sofá enquanto amesma chorava muito, trouxera um refrigerante e dava para a mesma esperando elabeber e se acalmar estava Bruno ao seu lado, poucos segundos depois Bruno viaque a garota parava de soluçar, então olhando para ela perguntava;


- Me diga, qual é o seu nome?
/ Sem perder tempo a garota olhava para o homem que possivelmente salvará suavida e dizia;

- Selene, Selene di Istracci


/ Em um sotaque que não era possível de não se reconhecer dava para saber que havia nascido nas ilhas Volcano, Bruno havia gostado da Garota só que seu paiou alguém da família não sabia ao certo pudera ter assassinado sua mãe, entãocom sua mão limpava as lágrimas da garota enquanto dava a mão a ela se dispondoa levará para casa, então descobrir aonde os país da mesma moravam conseqüentementeonde os Istracci residiam, matando assim então dois coelhos com uma cajadada...

- Eu moro no principado de Piazza, mais agora estou na residências de unscriados dos Castelano.

/ Bruno escutará as palavras da moça então sem perder tempo oferecia-se paralevara para casa, então esperando a reação da mesma que consentia e logo dará amão a ele, Bruno então ficava vermelho por uns instantes já demonstrandointeresse pela mesma que logo lhe dizia;
- Mais se meu pai me ver com você ele irá querer te conhecer algo assim, nãoacha melhor eu ir sozinha // Falava a moça
- Não por favor eu insisto, jamais iria deixar você sair assim depois que víesta cena // Dizia Bruno mostrando um cavalheirismo e uma boa conduta perante amoça que estava em sua frente, então logo saíam do armazém... Bruno deixava agarota em sua casa e logo o paí da moça viria falar com Bruno que aguardava emum sofá de luxo talvez feito em Mogno e um acolchoado especial julgava Brunologo o paí da moça chegara, ele era o chefe dos Extraísse, Bruno olhavafriamente para ele mostrando ser impiedoso naquele momento esquecia que aquelehomem mandou matar seus país, então em uma conversa com trocavam informaçõesque eram valiosas para Bruno enquanto o Don dos Istracci era enganado por umgaroto de 15 anos...

- Entendo, eu lhe devo uma poderá cobrar a qualquer momento // Dizia o Donfervoroso cheio de orgulho de si
- Entendo, muito obrigado será de grande ajuda um favor seu a qualquer diadesses // Dizia Bruno com um olhar frio e calculista, já planejando a morte da pessoa que estará a sua frente

/ Bruno se despedia da garota e de seu paí saindo pela porta da frente,enquanto tremia jamais havia sido tão frio assim mesmo com o pior de seus inimigos,foi tão frio que o paí de Selene Don Constanza acreditou nele, então Brunoplanejava sua vingança em cabeça mais percebia que a máfia dos Tuttelo nãoseria capaz de agüentar represarias seguidas de morte dos Istracci, eles jádominavam 11 das 12 ilhas e um principado, o que seria quase uma destruição emmassa perante aos Tuttelo que lentamente ia deixando as terras serem dominadas,graças a um Don que poderia se dizer Bunda mole e uma máfia Fajuta, Bruno nãopoderia se aliar a eles era hora de criar sua própria máfia, mais antes deveriase encontrar com as pessoas certas... Bruno então atravessava a rua quando viaum homem de cerca de 20 anos, de aparência robusta que logo tentará assaltarBruno levando ó para o Beco, sem nem demonstrar reações Bruno acompanhava omesmo, então olhando na cara dele diz;

- Você deve ser louco de tentar algo com o filho do chefe dos Camorra // DiziaBruno logo mentindo pois aquela máfia era a maior da Itália só a escutar seunome pessoas choravam, corriam de medo..
- Hã, você está blefando sabe porque eu conheço o filho do chefe dos Camorra,então o que vai fazer? // Dizia o homem com um canivete na mão- Vá fundo, tente me acertar // Bruno puxava sua pistola 9mm então assombrava ohomem com a mesma apontada em sua cabeça
- Éh, começamos errado sou Alphonsus, Gabriel Alphonsus // Tremia o jovem a seapresentar
- Então espera que tenhamos mesmo pois a arma está descarregada // Dizia Bruno mostrando a arma
- Eu tambem espero que não seja filho dos Camorra pois eu nunca saí desse principado // Os doís começavam a rir, então Alphonsus convidará Bruno para uma macarronada, alí se dava ínicio a uma grande amizade e parecia que Bruno encontrava seu braço direito.




// Continua no próximo capítulo.

Sinopse: Bruno está frente-a-frente, com seu futuro braço direito e tambem melhor amigo era Hora de adentrar aos assuntos da mafía...

Não perca o proximo capítulo será: No lugar certo na hora certa, um favor ao Don Istracci.

Um comentário:

  1. Rox *---*
    Parabéns pelo blog, tá ótimo xD
    Flws (Yasuo aqui \o/)

    ResponderExcluir